WeCreativez WhatsApp Support
Fale com a gente pelo WhatsApp, estamos à sua disposição
de segunda a sexta, das 09hrs às 18hrs!
Aqui é a MELISSA. Como posso te ajudar? 😉

A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS), conhecida popularmente como pressão alta, é uma doença crônica que atinge milhões de pessoas no país inteiro. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o número de brasileiros com a doença cresceu 14,2% nos últimos 10 anos.

Ela é determinada pelos níveis elevados que a pressão sanguínea faz nas artérias, deixando que o coração exerça um esforço maior do que o normal para que o sangue seja distribuído corretamente no corpo. Além dos vasos sanguíneos, ela ataca também o coração, cérebro, olhos e pode causar a paralisação dos rins.

O grande perigo é que a doença é silenciosa, além de ser um dos maiores fatores de risco para a ocorrência do Acidente Vascular Cerebral (AVC), infarto, insuficiência renal e cardíaca, entre outros males à saúde.

No entanto, a partir de algumas mudanças de hábitos é possível agir tanto na prevenção quanto no controle da doença. Quer saber o que pode ser feito? Confira as dicas que reunimos neste post!

TENHA CUIDADO COM O EXCESSO DE PESO

Pessoas que estão acima do peso e têm muita gordura abdominal precisam ficar atentas. A gordura visceral e a obesidade são um dos principais indicativos de pressão alta e de doenças cardiovasculares. Por isso, o ideal é manter o peso com uma alimentação saudável e uma rotina de atividades físicas.

A obesidade está relacionada à hipertensão por conta dos níveis elevados de insulina no sangue e retenção de sódio nos rins. A alimentação inadequada aliada ao sedentarismo é um dos principais motivos para desencadear a doença.

PRATIQUE ATIVIDADES FÍSICAS REGULARMENTE

A prática de exercícios físicos diminui a pressão alta nas pessoas que já têm e também nas que não têm a doença, mas possuem um risco alto de desenvolvê-la, como é o caso de pais hipertensos, por exemplo.

Vale frisar que a partir do momento em que o indivíduo adere à prática regular de exercícios, a pressão diminui não somente em repouso, mas também quando a pessoa está realizando suas tarefas diárias e quando passa por uma situação estressante.

Graças aos exercícios físicos é possível diminuir a gordura corporal e do abdômen, reduzir os níveis de colesterol e de triglicérides, minimizar a glicemia e prevenir e controlar o diabetes.

Todos os fatores citados costumam estar relacionados à pressão alta. A prática regular de atividades, portanto, ajuda a diminuir a ocorrência desses eventos em quem é ou tende a ser hipertenso.

REDUZA O CONSUMO DE SAL NOS ALIMENTOS

A ingestão de sal em excesso faz com que o corpo retenha mais líquido e, consequentemente, eleve a pressão arterial. Existem diversos temperos que podem dar sabor aos alimentos, como a cebola, o alho, a pimenta e o orégano. Prefira substituir o sódio por opções naturais e que são mais saborosas também.

Os alimentos enlatados, congelados ou embutidos, como é o caso dos temperos prontos, contêm muito sal e outros aditivos, por isso não são indicados para quem é hipertenso ou para aqueles que desejam prevenir a doença.

Caso seja necessário comer fora de casa, priorize levar marmitas, pois assim você saberá a procedência dos alimentos que está comendo, tendo a certeza de que o tempero é natural.

CONTROLE O ESTRESSE

Poucas pessoas sabem, mas o estresse é um dos principais fatores da pressão alta. Apesar de ser uma reação natural do organismo, quando passa a ser recorrente e constante torna-se um grande problema.

Em casos em que o estresse está presente diariamente na vida de uma pessoa, as taxas de cortisol (hormônio típico do estresse) permanecem anormais por períodos extensos de tempo, que vão de semanas até anos. Como o cortisol aumenta as taxas de açúcar no sangue, a pressão arterial fica elevada.

Por essa razão, controlar o estresse é essencial para prevenir e tratar a doença. Priorize momentos de lazer, descanso, sono de qualidade e distrações para relaxar o corpo e a mente, prevenindo o aumento da pressão arterial.

MODERE O CONSUMO DE ALIMENTOS GORDUROSOS

Alimentos com gorduras saturadas também devem ser evitados por hipertensos ou por quem deseja prevenir a doença. Isso porque a gordura contida neles libera substâncias vasoconstritoras no sangue, resultando no aumento da pressão.

Por isso, a adoção de uma alimentação equilibrada é indispensável e, ao contrário do que muitos pensam, a carne vermelha não precisa ser abolida das refeições. Nesse caso, basta optar por cortes magros (e consumo moderado), como músculos e filé mignon.

Além disso, deve-se evitar o consumo geral de gorduras, assim você pode incluir na dieta produtos desnatados e ricos em gorduras boas, como castanhas, peixes, linhaça e azeite.

MEÇA SUA PRESSÃO ARTERIAL REGULARMENTE

Por fim, a melhor forma de prevenir a doença é conhecer os níveis da sua pressão arterial. Para saber esse valor, é só pedir ao seu médico, de qualquer especialidade, para que a meça durante a consulta de rotina.

Adultos e idosos que não têm pressão alta devem fazer a medição uma vez por ano. Já as crianças precisam avaliá-la em toda consulta pediátrica, assim como as gestantes, que devem medir em todas as consultas do pré-natal.

Também é possível medir a pressão arterial em casa, pois existem aparelhos específicos para isso. No entanto, vale sempre pedir ajuda médica para a orientação correta.

Quanto aos valores da pressão arterial, vale destacar que se for igual ou menor que 120/80, a sua pressão está normal e saudável. Caso esteja entre 120/80 e 90, sinal de alerta: você corre o risco de se tornar hipertenso. Valores iguais ou acima de 140/90 já se referem a uma pessoa com hipertensão arterial.

Para todos os casos, procurar o médico é indispensável, assim ele pode realizar o tratamento para evitar outras doenças.

A hipertensão é uma doença que se instala em pessoas de todas as idades. Por ser silenciosa, o ideal é sempre consultar um médico para se certificar de que ela está controlada. Se você tem a pressão alta, a adoção de um estilo de vida saudável e acompanhamento profissional é essencial para prevenir problemas mais graves.

E você, gostou de saber como prevenir a hipertensão? Quer receber dicas diretamente em seu e-mail? Então assine a nossa newsletter e não perca nossos conteúdos!

Fonte: Runway

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *